• Floripa (48) 3223.1800
  • Itajaí (47) 3346.3300

Blog

IAvatar Nathália Zanette

por

Olá! Meu nome é Nathália, sou formada em Comunicação Social e redatora deste post. Pesquiso bastante e sempre escrevo com muito carinho para trazer a você um conteúdo de qualidade e com informações precisas. Espero que goste!

6 Curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem

A Enfermagem é uma área que encanta muitas pessoas. Uma prova disso é o número de profissionais espalhados por todo o Brasil: são mais de 2,5 milhões de enfermeiros, Técnicos em Enfermagem e auxiliares  que dedicam suas vidas a cuidar do próximo. 

A profissão de Técnico em Enfermagem aparece, atualmente, como uma das mais procuradas da área da saúde. Braço direito de médicos e enfermeiros, os técnicos desempenham um papel fundamental dentro dos hospitais.

Mas engana-se quem pensa que é apenas nos hospitais que os técnicos em Enfermagem atuam. O profissional pode trabalhar em clínicas, laboratórios, ambulatórios, consultórios médicos e, inclusive, prestando serviço de atendimento domiciliar.

Seja em casa, em um laboratório ou dentro de um hospital, o técnico em Enfermagem desempenha um papel fundamental e de grandes responsabilidades. Durante o auge da pandemia causada pela Covid-19, ficou ainda mais evidente a importância dos profissionais da saúde no cuidado aos pacientes. Neste cenário, o Técnico em Enfermagem também ganhou um maior destaque, afinal, muitas vezes, ele acaba sendo o primeiro contato do paciente que chega ao hospital.

Se você tem o sonho de se tornar Técnico em Enfermagem, continue conosco: vamos abordar 6 curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem para que, após finalizar a leitura, você saiba tudo sobre a profissão!

6 curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem

São muitas as dúvidas que surgem na cabeça de quem está pensando em fazer um curso na área da saúde. Possibilidade de especializações, necessidade de trabalhar apenas em hospitais e remuneração estão entre as principais curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem. Vamos desvendar algumas delas a seguir.

Especialização para Técnicos em Enfermagem

A existência ou não de especializações na área para Técnicos em Enfermagem é uma dúvida de grande parte dos iniciantes e até mesmo veteranos do curso.

Essa curiosidade é comum, pois as especializações têm um papel fundamental no currículo dos profissionais. Por serem qualificações extras, elas acabam se tornando um grande diferencial quando uma vaga está disponível.

Conforme o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), existem, atualmente, 7 especialidades diferentes para os Técnicos em Enfermagem:

  • Unidade de Terapia Intensiva: especialização que visa o atendimento em emergência e UTI;
  • Enfermagem em Saúde Coletiva: visa a promoção da saúde por meio de práticas preventivas, educativas e de reabilitação;
  • Enfermagem em Saúde Pública: voltada para o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS);
  • Enfermagem Obstétrica: especialização focada na segurança e saúde integral da mulher em todo o período da sua gestação e também durante e depois do parto;
  • Enfermagem em Nefrologia: cuidado a pacientes que possuem doenças relacionadas aos rins;
  • Instrumentação Cirúrgica: especialização para procedimentos e atividades dentro do bloco cirúrgico;
  • Enfermagem do Trabalho: profissional que cuida da saúde do trabalhador.

Concursos públicos específicos para técnicos em Enfermagem

Entre as curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem também estão os concursos públicos para a área. É possível prestar concurso para Técnico em Enfermagem ou, então, para a área específica da especialização – Técnico em Enfermagem com especialização em Enfermagem do Trabalho, por exemplo.

O concurso público para Técnico em Enfermagem sem uma especialização costuma ser bastante concorrido. Já nas provas para uma área específica, a concorrência é menor e as chances de aprovação aumentam.

Os concursos públicos costumam oferecer melhores salários aos Técnicos em Enfermagem, se comparados à iniciativa privada, além de estabilidade no cargo e outros benefícios.

Não há obrigatoriedade de trabalhar em hospitais

Apesar de ser uma informação completamente incorreta, muitas pessoas ainda acreditam que o Técnico em Enfermagem tem permissão apenas para trabalhar em hospitais.

A profissão de Técnico em Enfermagem é bastante ampla e, além dos hospitais, o profissional pode atuar em consultórios médicos particulares, asilos, laboratórios, ambulatórios, empresas, indústrias, clínicas de reabilitação, clínicas para tratamento intensivo, spas e atendimento domiciliar.

Apesar de ser difícil, é importante desvincular a imagem do Técnico em Enfermagem do ambiente hospitalar. O profissional é capacitado a desempenhar muitas funções ligadas à saúde na sociedade, sendo dentro do ambiente hospitalar apenas uma delas. 

Remunerações adicionais

No mês de maio deste ano, os brasileiros comemoraram a aprovação do piso salarial para enfermeiros no valor de R$ 4.750. Técnicos em Enfermagem e auxiliares também tiveram seus pisos aprovados, sendo que técnicos devem receber 70% do salário do enfermeiro e auxiliares 50%.

Por se tratar de um trabalho onde o profissional fica exposto a perigos constantes, o Técnico em Enfermagem também tem direito garantido por lei de receber insalubridade. O valor pode chegar a 40% do salário, dependendo do tamanho da exposição a que o profissional está submetido. 

Além disso, Técnicos em Enfermagem que trabalham durante a noite ou de sobreaviso têm direito a adicional noturno, sendo 40% a incidir sobre o valor da hora diurna.

Necessidade de constante atualização

Pensa que as curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem terminam por aí? Claro que não. Muitos estudantes e recém formados têm dúvidas sobre a necessidade do profissional técnico se manter constantemente atualizado e é sobre isso que vamos falar agora.

Em muitas ocasiões, o Técnico em Enfermagem será o primeiro profissional a atender o paciente, por isso ele precisa saber todos os protocolos que precisam ser executados. Um erro neste primeiro contato pode ser determinante para o bem-estar de quem está sendo atendido.

É indispensável que o Técnico em Enfermagem esteja sempre a par de todos os processos e diferentes patologias para prestar o melhor atendimento possível a quem precisar. A profissão é de grande responsabilidade e o técnico precisa estar sempre pronto.

A atualização constante tem um papel fundamental, não somente na Enfermagem, mas em todos os campos da saúde.

O que fazer depois de formado?

Entre todas as curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem abordadas neste artigo, esta talvez seja a que gere uma maior ansiedade nos profissionais.

É comum existir uma cobrança bastante grande sobre o que fazer depois de formado. Muitos profissionais terminam o curso técnico e ficam sem saber como agir com o diploma em mãos.

Tenha em mente que existe um mar de possibilidades para você que recém se formou no Curso Técnico em Enfermagem e, mesmo que uma delas não dê certo, existem muitas outras a serem exploradas.

Após a conclusão do curso, muitos profissionais atualizam seus currículos e buscam o primeiro emprego como técnicos. Tem aqueles que optam por abrir um negócio na enfermagem, já outros começam logo em seguida uma especialização. Outros, ainda, decidem se dedicar aos estudos para passar em um concurso público.

Seja qual for a sua escolha, o importante é agir com calma e serenidade. As oportunidades estão disponíveis e bons profissionais sempre terão espaço no mercado de trabalho. O importante é sempre buscar curiosidades sobre o Curso Técnico em Enfermagem e continuar se atualizando nos assuntos referentes à sua área de atuação.

Curso Técnico em EnfermagemCurso Técnico em Enfermagem

💉 Sobre o Curso Técnico em Enfermagem

O Ensino Técnico, de modo geral, oferece cursos de rápida duração, com mensalidades acessíveis e conteúdo prático voltado às necessidade do mercado de trabalho.

O Curso Técnico em Enfermagem é uma ótima escolha para quem deseja iniciar carreira na área da saúde, uma vez que esses profissionais são indispensáveis para as equipes médicas de qualquer instituição pública ou privada - hospitais, unidades de pronto-atendimento, clínicas e laboratórios, por exemplo. Esse profissional pode ainda trabalhar de forma autônoma, realizando atendimento domiciliar, uma demanda crescente no mercado.

Os profissionais formados na Escola Técnica Geração têm maior aceitação no mercado de trabalho, fruto do prestígio alcançado pela instituição em seus 20 anos de atuação em Santa Catarina. Além disso, seus alunos ainda contam com sistema de encaminhamento profissional, através da Central de Estágio e dos convênios com empresas parceiras.

Mais detalhes do Curso

O que você achou deste Conteúdo?

Clique nas estrelas para enviar sua avaliação:

Média das avaliações 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Siga nossas redes sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Parabéns
Em breve você receberá com exclusividade nossas publicações e materiais de estudos.
Ocorreu um erro ao enviar o formulário
Preencha o captcha corretamente
Informe o seu nome.
Informe o seu e-mail.

Contato

Conheça nossas Unidades

Florianópolis
Rua Álvaro de Carvalho, 145, Centro.
(48) 3223.1800
(48) 97400-1200
Itajaí
Rua Felipe Schmidt, 480, Centro.
(47) 3346.3300
(48) 97400-1200