Blog

Mercado de Trabalho para Técnicos em Podologia - Procedimento nos pés

Mercado de Trabalho para Técnicos em Podologia

O setor da estética e bem-estar é uma das áreas que mais cresce no Brasil. Um levantamento divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), referência do setor, constatou que a estética é um dos mercados em maior e mais rápida expansão no país, tendo crescido 567% nos últimos cinco anos e empregado mais de 480 mil profissionais direta ou indiretamente.

Outro dado que comprova esse crescimento não só no Brasil, mas também em outros países, foi levantado em pesquisa da empresa de consultoria McKinsey Global Institute. De acordo com o estudo, estima-se que o mercado de beleza chegue a cerca de US$ 580 bilhões até 2027, o que representa um crescimento de 6% ao ano.

Todo esse crescimento é reflexo da preocupação crescente das pessoas pela sua imagem e bem-estar pessoal, que abrangem desde procedimentos estéticos não invasivos a cirurgias plásticas mais complexas.

Nesse contexto tão promissor insere-se todas as atividades que de alguma forma estão envolvidas com estética e bem-estar, o que impulsiona a demanda em diferentes ofícios, incluindo o trabalho para técnicos em podologia.

O que faz um Técnico em Podologia?

O trabalho de um técnico em podologia é essencialmente cuidar da saúde dos pés das pessoas. Também conhecido como podólogo, podologista ou podiatra, este profissional busca tanto prevenir como tratar lesões nos pés. Faz parte de suas atividades aconselhar seus pacientes com os cuidados que devem ter quanto ao melhor tipo de calçado para cada tipo de pé, a melhor forma de cortar as unhas e quais os medicamentos ou cremes mais apropriados para cada caso.

Entre as áreas de conhecimento importantes para o trabalho de um técnico em podologia estão a fisiologia, patologia, anatomia, microbiologia e imunologia. Assim como a biomecânica dos tornozelos e dos pés para que possa detectar problemas que possam surgir ou dificultar a caminhada de seus clientes.

As patologias mais comuns, que podem ser tratadas por um técnico em podologia, são:

  • Calosidades
  • Excesso de transpiração
  • Feridas
  • Fissuras
  • Joanetes
  • Feridas
  • Mau cheiro
  • Micose
  • Olho de peixe
  • Pé diabético
  • Pele seca
  • Psoríase
  • Úlcera dos pés
  • Unhas encravadas
  • Verrugas

Para exercer sua função, é importante que o podólogo tenha interesse na área da saúde, goste de cuidar das pessoas e tenha habilidades manuais. Entre as principais atividades no trabalho de um técnico em podologia, estão:

  • Formular exame físico minucioso nos membros inferiores;
  • Examinar o calçado do paciente para identificar se existem pontos de atrito ou desgastes irregulares;
  • Identificar doenças dos pés;
  • Higienizar e consertar unhas quebradas;
  • Remover possíveis resíduos na região das unhas;
  • Remover o excesso de cutícula;
  • Retirar calos e calosidades;
  • Produzir órteses plantares sob medida com o objetivo de promover correções, compensações e alívio de dores; e
  • Fazer podoprofilaxia, ou seja, o correto corte das unhas e a retirada de calosidades e fissuras com o objetivo de prevenir doenças.

Entenda as diferenças entre Técnico em Podologia e Pedicures

Apesar de ser comum as pessoas confundirem o papel do técnico em podologia e pedicures, já que ambos trabalham com o cuidado com os pés, eles têm atribuições diferentes e bem específicas.

O podólogo precisa ter formação na área, como um curso técnico. Ele é capacitado a identificar, tratar doenças e promover a saúde dos pés.

Já a função do pedicure é cuidar do embelezamento dos pés e unhas, como promover o cuidado com as cutículas, fazer limpeza e esmaltação das unhas. Apesar de haver cursos profissionalizantes nesta área, o pedicure não precisa ter um diploma de curso técnico ou superior para desenvolver suas atividades.

Mesmo sendo comum haver pedicures com habilidade em desencravar a unha de seus clientes, devido a sua experiência em lidar com esse tipo de problema, o técnico em podologia é o profissional mais indicado para fazer o procedimento. Só ele está capacitado para lidar com doenças dos pés e tem o conhecimento necessário para lidar com processos inflamatórios e infecciosos, biossegurança e patologias dos pés.

Mercado de trabalho para Técnicos em Podologia

Com o crescimento substancial da área de saúde e bem-estar, considerada uma das mais promissoras no mercado, aumentam também as opções de trabalho para técnicos em podologia.  Isto porque ele atua diretamente na promoção da qualidade e na busca do aumento da expectativa de vida. Proporciona cuidados especiais para atletas, idosos ou pessoas com doenças crônicas, como diabetes. Assim, é um profissional bastante requisitado e valorizado.

Áreas de atuação do Técnico em Podologia

A área de atuação do técnico em podologia é bastante diversificada. Ele pode atuar tanto em clínicas, SPAs e hospitais, como em salões de beleza, clubes, academias de ginástica, hotéis, tanto com vínculo empregatício, como trabalhar como profissional autônomo.

Como sua área de atuação envolve pacientes de diferentes idades e contextos, pode ainda se especializar. Entre as opções de especialização, estão:

Podopediatria: Trata e cuida dos pés de crianças, que são bastante flexíveis, pois sua estrutura ainda está sendo formada. Um dos principais focos da podopediatria é garantir o correto crescimento dos pés e evitar problemas posteriores.

Podogeriatria:  O especialista nesta área cuida dos pés de pessoas idosas na busca de amenizar as alterações nos pés causadas pelo envelhecimento.

Pé de Risco: Essa especialidade trata dos chamados pés diabéticos, ou seja, pés de pessoas que sofrem de insuficiências vasculares, neurológicas e metabólicas. Nesses casos, uma simples ferida pode evoluir para um quadro mais complexo, o que exige um acompanhamento sistemático de um técnico em podologia.

Podologia Desportiva: A prática de esportes também requer uma atenção especial com os pés, já que, neste contexto, eles assumem um papel não só de locomoção, mas também de suporte e até mesmo de ataque. O principal objetivo do especialista nessa área é estudar os movimentos de diferentes práticas desportivas para cuidar, tratar e prevenir lesões, sujeitas a acontecer pelo esforço repetitivo e sobrecarga.

Podologia Laboral:  Como o próprio nome já diz, essa área trata dos pés de trabalhadores em seu ambiente laboral. A atenção é voltada aos hábitos em relação à sua postura, como a necessidade de ficar muito tempo em pé ou sentado, ou ainda caminhar bastante.  Nesses casos, o podólogo orienta os clientes quanto ao tipo de calçado mais adequado para cada atividade e tipo de piso.

Quanto ganha um Técnico em Podologia? 

O salário de um técnico em podologia varia de acordo com a região do país e o nível de experiência do profissional. Fatores como se possui vínculo empregatício ou se trabalha de forma autônoma também influem no valor de seu rendimento.

A média salarial de um técnico em podologia em início de carreira é de R$ 2.269, de acordo com pesquisa salarial divulgada pelo site Vagas. Apesar disso, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Guia da Carreira, a remuneração desse profissional atendendo de forma autônoma ou com MEI, pode chegar a até R$ 11.378,24 em Santa Catarina, a depender da sua experiência, dedicação e carteira de clientes.

Quer iniciar sua carreira na área? Venha fazer um Curso Técnico em Podologia

O primeiro passo para quem tem interesse em desenvolver carreira na área da podologia é buscar uma boa formação, como um curso técnico. Com duração aproximada de 20 meses, o curso capacita o aluno, por meio de aulas práticas e teóricas, com os conhecimentos necessários para atuar de forma eficiente e construir uma carreira de sucesso.

O curso Técnico em Podologia da Escola Geração oferece 1.200 horas de formação. Inicia, proporcionando aos alunos conteúdo da disciplina “Construindo bases para o profissional de saúde e bem-estar”.

Na sequência, as disciplinas estão distribuídas em módulos. São eles:

Módulo I – Introdução a prática profissional 

  • Soft skill: perfil profissional e mercado de trabalho
  • Excelência em Saúde: Biossegurança e Gestão da Qualidade
  • Anatomia e Fisiologia Humana
  • Nutrição aplicada à estética
  • Cosmetologia
  • Abordagem terapêutica (anamnese)

Módulo II – Gestão e empreendedorismo

  • Marketing e Promoção de Serviços 
  • Gestão e atendimento em saúde
  • Primeiros Socorros
  • Inovação e tecnologia na área da saúde

Módulo III – Podoprofilaxia 

  • Posturologia
  • Fundamentos da Podoprofilaxia e Ética Profissional
  • Higiene, Segurança e Profilaxia em Podologia
  • Anatomia, Fisiologia e Técnicas de Cuidado Podológico
  • Ergonomia, Saúde do Pé e Educação para o Cliente
  • Farmacologia Aplicada à Podologia

Módulo IV – Práticas integrativas e complementares

  • Práticas Integrativas
  • Terapias energéticas
  • Reflexologia

Módulo V – Cuidados diferenciados em Podologia

  • Biomecânica em Podologia
  • Órteses e próteses
  • Podologia Esportiva
  • Podologia nas Fases da Vida
  • Cuidados com pé diabético
  • Recursos Terapêuticos em Podologia
.

O que você achou deste Conteúdo?

Clique nas estrelas para enviar sua avaliação:

Média das avaliações 5 / 5. Número de votos: 9

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Siga nossas redes sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Compartilhe esse artigo nas Redes Sociais

Receba com exclusividade nossas publicações sobre a Escola Técnica Geração

Preencha seu nome e e-mail para ficar por dentro de todas as novidades