• Floripa (48) 3223.1800
  • Itajaí (47) 3346.3300

Blog

Saiba quais são as principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo
IAvatar Gabriel Walter Fuchsberger

por

Olá! Eu sou o Gabriel, um dos redatores aqui do Blog da Escola Técnica Geração. Espero que você curta esse conteúdo. Boa leitura. Aproveito para deixar um convite para você baixar alguns materiais gratuitos. ;)

Saiba quais são as principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo

Técnico e tecnólogo… São palavras parecidas, não é mesmo? Parece até que têm a mesma origem. No entanto, não são sinônimas!  Muitas pessoas fazem uma confusão compreensível entre os dois termos. Será que “tecnólogo” está mais relacionada à “tecnologia” do que “técnico” e, por isso, seria essa a diferença entre curso técnico e tecnólogo? Não! Saiba que essa diferença não está nem um pouco relacionada a isso.

Felizmente, para te ajudar a entender essa diferença, preparamos esse post! Resumidamente, a diferença entre curso técnico e tecnólogo é de nível: médio e superior. Os cursos técnicos são classificados como cursos de nível médio, assim como o próprio ensino médio (2º grau). Os cursos tecnólogos, por sua vez, são classificados como cursos superiores (3º grau). 

Dessa forma, não existe uma relação direta entre esses dois tipos de curso e a proximidade com a tecnologia. É verdade que os cursos superiores tecnólogos são concentrados em eixos tecnológicos, mas também existem diversos cursos técnicos nas mesmas áreas.

As diferenças entre curso técnico e tecnólogo já ficaram um pouco mais claras, mas o assunto ainda é confuso para você? Sem problemas! É só continuar acompanhando o post para conferir as principais diferenças em tópicos bem explicadinhos. 

Dessa forma, ficará mais fácil para você decidir entre qual opção é a melhor para o seu caso e será possível notar, inclusive, que nada impede que você tenha as duas formações no seu currículo. Vamos lá? 🤓

Diferenças entre curso técnico e tecnólogo

Confira, a seguir, as principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo. 👩‍🎓

Nível

Conforme dito acima, podemos dizer que, no rol das principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo, está o nível. O curso técnico, assim como o próprio ensino médio, é considerado uma formação de nível médio, ou seja, segundo grau. Um curso tecnólogo, todavia, é um curso de nível superior, ou seja, terceiro grau. Podemos pensar no curso técnico como um intermediário entre o ensino médio e o superior, com a grande vantagem de facilitar a entrada no mercado de trabalho e garantir um enorme diferencial no currículo.

Duração

A diferença de nível mencionada acima tem impactos na duração dos cursos. Em média, um curso técnico tem duração de 18 a 24 meses. O curso tecnólogo, por sua vez, tem duração média de 18 a 36 meses, o que significa que pode levar 3 anos ou mais para a sua conclusão.

Requisitos

A depender do curso técnico escolhido, ele pode ser iniciado mesmo sem o ensino médio completo. É comum que muitos estudantes optem por fazer um curso técnico enquanto concluem o ensino médio, inclusive. Assim, saem com duas formações de nível médio. Para ingressar num curso tecnólogo, contudo, é necessário ser aprovado em vestibular e possuir o diploma do ensino médio.

Foco

Os focos do curso técnico e do tecnólogo são uma diferença que deve ser levada em consideração na sua escolha. Enquanto um curso técnico está focado em suprir as demandas do mercado de trabalho de maneira mais objetiva, fornecendo um ensino que tem a prática profissional como o seu centro, o curso tecnólogo é mais teórico e menos imediatista, por assim dizer, pois está mais preocupado em formar profissionais mais analíticos.

Mercado de trabalho

Uma das principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo está na atuação de ambos no mercado de trabalho. Não é regra, mas a tendência é que os técnicos ocupem posições mais operacionais, enquanto os tecnólogos, devido à formação mais teórica, sejam lotados em cargos de supervisão. Entretanto, a oferta de vagas e os salários para os técnicos costumam superar os tecnólogos. Isso porque existem muitas vagas a serem preenchidas por profissionais de nível técnico nas empresas e até mesmo em órgãos públicos, porém poucas pessoas têm a formação necessária para se candidatarem a preenchê-las. Sendo assim, o ensino técnico é uma excelente opção para quem deseja conseguir rapidamente um emprego, pois existem mais vagas disponíveis do que profissionais formados nessas condições.

Investimento 

O investimento para o ensino técnico é relativamente baixo se comparado a outras formações. Por isso, essa é uma das principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo. Enquanto a mensalidade dos cursos técnicos gira em torno de R$300, a média das mensalidades do tecnólogo chega a R$1.000, dependendo do curso, instituição escolhida e região do país.

👉 Confira também: Ensino Técnico ou Superior: qual a melhor opção?

Modalidades de Curso Técnico

Você sabia que os cursos técnicos podem ser divididos de acordo com a sua modalidade? A principal diferença entre essas modalidades está no tempo de formação: algumas exigem apenas o ensino fundamental incompleto, enquanto outras requerem o ensino médio completo ou, pelo menos, em andamento. 🧐

Confira as modalidades de curso técnico:

Formação Inicial e Continuada (FIC) ou Qualificação Profissional: são cursos técnicos de curta duração, voltados para trabalhadores, estudantes de ensino médio e beneficiários de programas de transferência de renda (como o Bolsa Família). É possível ingressar em alguns deles apenas com o ensino fundamental incompleto.

Integrado: têm a duração média de quatro anos e o seu foco está em preparar o aluno para uma profissão junto com as séries do ensino médio. É obrigatório ter o ensino fundamental completo para o ingresso.

Concomitante: os cursos técnicos concomitantes podem ser feitos por quem já concluiu a primeira série do ensino médio. Nesse caso, o aluno cursa o ensino médio e o técnico ao mesmo tempo. Dessa maneira, sua duração média é de 2 anos.

Subsequente: os cursos técnicos subsequentes são voltados para quem já possui o certificado de conclusão do Ensino Médio e quer fazer uma formação específica para entrar no mercado de trabalho. Sua duração é variada.

Faça um teste vocacional.

Principalmente quando somos jovens, é comum que tenhamos muitas dúvidas em relação ao nosso futuro profissional. Uma das formas de clarear as nossas aptidões é por meio de um teste vocacional, responsável por indicar um norte para a sua tomada de decisão. É interessante pontuar que esse teste não dá apenas uma resposta, mas sugere algumas opções de profissões baseadas no seu perfil, de acordo com as respostas que você deu às perguntas realizadas. Sendo assim, vale a pena fazer! ❓

Cursos técnicos com maior demanda no mercado de trabalho

Devido à constante mudança do mercado de trabalho, sai na frente quem está sempre em busca de atualização e atento às suas demandas. Mas como obter uma qualificação reconhecida pelo mercado e de forma rápida? A resposta para questões assim concentra-se nos cursos técnicos, que oferecem formação rápida, objetiva e focada nas necessidades do mercado de trabalho. 

A seguir, apresentamos 7 áreas de cursos técnicos com maior demanda no mercado de trabalho. 🔎

1. Técnico em Radiologia

O Técnico em Radiologia conta com diversas possibilidades de atuação. Sua atribuição principal é manusear equipamentos para realizar exames clínicos por imagem, radiografias odontológicas e do corpo, realizar a aplicação de tratamentos de radioterapias e realizar procedimentos de segurança em portos e aeroportos.

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnico em Radiologia

2. Design de Interiores

O Designer de Interiores trabalha com a projeção e decoração de ambientes. Seu serviço busca oferecer conforto, beleza e praticidade a diversos locais, como residências, escritórios, hotéis, lojas, entre outros. Para realizar esse trabalho, o profissional precisa analisar o ambiente e os elementos que vão compor determinado espaço.

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnico em Design de Interiores

3. Técnico em Administração

O Técnico em Administração encontra diversas oportunidades no mercado de trabalho, pois é contratado por empresas de diferentes segmentos. Elas podem ser tanto públicas quanto privadas. Instituições podem contratá-lo para trabalhar no setor de Finanças, Recursos Humanos, Contabilidade e até Marketing.

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnico em Administração

4. Segurança do Trabalho

O Técnico em Segurança do Trabalho elabora projetos e faz inspeções a fim de evitar situações de risco e acidentes de trabalho. Com a grande quantidade de obras de construção civil, o mercado da área cresceu e esses profissionais são cada vez mais requisitados. Além da área de construção, as indústrias também precisam desses técnicos para garantir a segurança de seus trabalhadores. 

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnico em Segurança do Trabalho

5. Técnico em Nutrição e Dietética

O Técnico em Nutrição e Dietética desempenha um papel de suma importância para a manutenção do bem-estar das pessoas. Ele é responsável por diversas atividades relacionadas ao manuseio de alimentos, que vão desde o acondicionamento até o controle de qualidade das refeições servidas.

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnico em Nutrição

6. Técnico em Enfermagem

O Técnico em Enfermagem é um dos profissionais essenciais à atenção em saúde em todos os níveis. Sua responsabilidade é a de prestar cuidados a pessoas vulneráveis ou adoecidas. Dessa maneira, o profissional tem a tarefa crucial de auxiliar e garantir uma atenção especializada àqueles que necessitam.

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnicos em Enfermagem

7. Técnico em Massoterapia

Com a alta do mercado de cuidados com a saúde e a estética, o Técnico em Massoterapia encontra terreno fértil tanto para conseguir um emprego quanto para abrir o próprio negócio. Seu dever é empregar diversas formas terapêuticas de tocar uma pessoa, com o objetivo de melhorar a saúde e prevenir os temidos desequilíbrios no corpo.

👉 Confira também: Mercado de trabalho para Técnico em Massoterapia

E aí, gostou do nosso post sobre as principais diferenças entre curso técnico e tecnólogo? Comente abaixo e compartilhe com os amigos! 😉

🚀 Deseja impulsionar seu futuro profissional?

O Ensino Técnico, de modo geral, oferece cursos de rápida duração (de 18 a 27 meses), com mensalidades acessíveis e conteúdo voltado às necessidades do mercado de trabalho. Esses são alguns dos principais motivos pelos quais grandes economias como Alemanha e Suíça investem tanto na formação técnica, com importante papel na diminuição dos índices de desemprego.

Os profissionais formados na Escola Técnica Geração têm maior aceitação no mercado de trabalho, fruto do prestígio alcançado pela instituição em seus 20 anos de atuação em Santa Catarina. Além disso, seus alunos ainda contam com sistema de encaminhamento profissional, através da Central de Estágio e dos convênios com empresas parceiras.

Conheça nossos Cursos Técnicos

Parabéns
Em breve você receberá com exclusividade nossas publicações e materiais de estudos.
Ocorreu um erro ao enviar o formulário
Preencha o captcha corretamente
Informe o seu nome.
Informe o seu e-mail.

Contato

Conheça nossas Unidades

Florianópolis
Rua Álvaro de Carvalho, 145, Centro.
(48) 3223.1800
(48) 97400-1200
Itajaí
Rua Felipe Schmidt, 480, Centro.
(47) 3346.3300
(48) 97400-1200